A ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA TRANSCRANIANA (TMS) NO TRATAMENTO DA DEPRESSÃO MAIOR: RESULTADOS PRELIMINARES.
Cohen, Roni Broder (1) ; Leme, Maria Antonietta Frasson (1); Maeda, Fumiko (2) ; Pascual-Leone,
Resumo Pôster - XIX CONGRESSO BRASILEIRO DE PSIQUIATRIA, 2001

1Centro Brasileiro de Estimulação Magnética Transcraniana
2Brain Mapping Center UCLA School of Medicine
3Laboratory for Magnetic Brain Stimulation, Division of Behavioral Neurology,
Beth Israel Deaconess Medical Center, Harvard Medical School

Resumo
Background: A estimulação magnética transcraniana repetitiva (rTMS) é uma nova técnica utilizada no tratamento da depressão maior. Por ser não invasiva, indolor e praticamente sem efeitos colaterais vem despertando crescente interesse cientifico. Resultados preliminares da aplicação da rTMS de forma individualizada, são aqui relatados. Método: Vinte pacientes (13masc, 7fem; 46.9±16.7anos) incluindo depressão resistente (n=15), bipolar (n=4) e depressão gestacional (n=1) foram submetidos a 10 sessões de rTMS lenta sobre o córtex préfrontal direito. Avaliações foram realizadas antes, durante e depois do tratamento, considerando-se resposta terapêutica a redução ≥ 50% da HAM-D comparada ao valor basal. Resultados: 90% dos pacientes apresentaram melhora clínica, com redução de 62% na HAM-D (24.7±6.1 pré vs. 6.4±3.5 pós-rTMS) e 54% na Beck (32.2±10.3 vs. 15±7). Conclusões: A aplicação da estimulação magnética transcraniana foi bem tolerada e efetiva no tratamento da depressão maior no presente estudo. Novos estudos controlados, com maior casuística e cuidados metodológicos, são necessários para corroborar os achados aqui obtidos.


Word count: 250


1Rua Itambé, 341 casa 12 Higienópolis 01239-001 São Paulo Capital
tel (11) 3256-0145 tel/fax (11) 3255-7537 http://www.transmagnet.med.br

Voltar

 

Eletromagnetismo

Bioeletricidade
em Psiquiatría