A ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA TRANSCRANIANA (TMS) NO TRATAMENTO DA DEPRESSÃO MAIOR: RESULTADOS PRELIMINARES.
Cohen, Roni Broder (1) ; Leme, Maria Antonietta Frasson (1); Maeda, Fumiko (2) ; Pascual-Leone,
Resumo - Poster apresentado no XIX Congresso Brasileiro de Psiquiatria - 2001

Background: A estimulação magnética transcraniana repetitiva (rTMS) é uma nova técnica utilizada no tratamento da depressão maior. Por ser não invasiva, indolor e praticamente sem efeitos colaterais vem despertando crescente interesse cientifico. Resultados preliminares da aplicação da rTMS de forma individualizada, são aqui relatados. Método: Vinte pacientes (13masc, 7fem; 46.9±16.7anos) incluindo depressão resistente (n=15), bipolar (n=4) e depressão gestacional (n=1) foram submetidos a 10 sessões de rTMS lenta sobre o córtex préfrontal direito. Avaliações foram realizadas antes, durante e depois do tratamento, considerando-se resposta terapêutica a redução ≥ 50% da HAM-D comparada ao valor basal. Resultados: 90% dos pacientes apresentaram melhora clínica, com redução de 62% na HAM-D (24.7±6.1 pré vs. 6.4±3.5 pós-rTMS) e 54% na Beck (32.2±10.3 vs. 15±7). Conclusões: A aplicação da estimulação magnética transcraniana foi bem tolerada e efetiva no tratamento da depressão maior no presente estudo. Novos estudos controlados, com maior casuística e cuidados metodológicos, são necessários para corroborar os achados aqui obtidos.

Voltar

 

Eletromagnetismo

Bioeletricidade
em Psiquiatría